quarta-feira, 28 de julho de 2010

A Aranha e o Besouro

Era uma vez uma aranha que morava num campo de milho. Era uma aranha bem grande e ela havia tecido uma linda teia por entre os pés de milho. A aranha havia engordado por comer todos os insetos que eram pegos na sua teia. Ela gostava muito do seu lar e planejava ficar lá para o resto da sua vida.

Um dia ela pegou um besourinho na sua teia e quando estava a ponto de comê-lo o besouro falou: "Se você me soltar eu lhe contarei algo importante que salvará a sua vida." A aranha parou por um momento para ouvi-lo porque estava se divertindo. "É melhor você sair deste campo de milho," o besourinho falou. "A hora da colheita está chegando!"

A aranha sorriu e disse: "Que colheita é essa que você está falando? Acho que você está inventando uma história." Mas o pequeno besouro falou: "Oh, não, é verdade. O proprietário deste campo virá logo fazer a colheita. Todos os pés serão cortados e o milho será recolhido. Você será morta pelas enormes máquinas, se permanecer aqui."

A aranha respondeu: "Eu não acredito em colheitas e máquinas enormes que derrubam pés de milho. Como você pode me provar isso?" O besourinho continuou: "Simplesmente olhe para o milho. Está vendo como ele está plantado em fileiras? Isto prova que ele foi plantado por um designer inteligente."

A aranha riu e disse zombando: "Este campo tem evoluído e não tem nada a ver com um criador. Milho sempre cresce dessa maneira." O besouro continuou explicando: "Oh, não. Este campo pertence ao dono que o plantou, e a colheita está logo chegando." A aranha deu risada e disse ao besouro: "Eu não acredito em você," e depois o comeu de almoço.

Alguns dias mais tarde a aranha estava rindo da história que o besourinho havia lhe contado. Ela pensava consigo mesma: "Uma colheita! Que idéia boba! Tenho vivido aqui durante toda a vida e nada nunca me perturbou. Tenho estado aqui desde que estes pés de milho tinham apenas alguns centímetros, e ficarei aqui pelo resto da minha vida, porque nada vai mudar neste campo de milho. A vida aqui está boa."

O dia seguinte era um lindo dia de sol no campo. O céu acima estava claro e não havia nenhum vento. Naquela tarde quando a aranha ia tirar um cochilo, ela notou algumas grossas nuvens de poeira vindo em sua direção. Ela podia ouvir o rugido de um grande motor e se perguntou: "O que vem a ser isso??" 

_____________________________________
" Entendam, porém, isto: se o dono da casa soubesse a que hora viria o ladrão, não permitiria que a sua casa fosse arrombada.
Estejam também vocês preparados, porque o Filho do homem virá numa hora em que não o esperam". Lucas 12:39-40 - NVI

Então ele deixou a multidão e foi para casa. Seus discípulos aproximaram-se dele e disseram: "Explica-nos a parábola do joio no campo".
Ele respondeu: "Aquele que semeou a boa semente é o Filho do homem.
O campo é o mundo, e a boa semente são os filhos do Reino. O joio são os filhos do Maligno,
e o inimigo que o semeia é o diabo. A colheita é o fim desta era, e os encarregados da colheita são anjos.
"Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim também acontecerá no fim desta era.
O Filho do homem enviará seus anjos, e eles tirarão do seu Reino tudo que faz tropeçar e todos os que praticam a iniqüidade.
Eles os lançarão na fornalha ardente, onde haverá choro e ranger de dentes.
Então os justos brilharão como o sol no Reino do seu Pai. Aquele que tem ouvidos, ouça". Mateus 13:36-43 - NVI

Related Posts with Thumbnails