quinta-feira, 8 de julho de 2010

10 Coisas que Deus não faz por nós

Aparente contradição.
“Bem sei eu que tudo podes, e nenhum dos teus pensamentos pode ser impedido” (Jó 42.2);
Sustentação bíblica
 “Inclinar-me-ei para o teu santo templo e louvarei o teu nome, pela tua benignidade e pela sua verdade; pois engrandeceste a tua palavra acima de todo o teu nome.  (Sl 138.2) [acima de todas.as coisas, a Tua palavra e o teu nome Nova Versão Internacional]

1 - DEUS NÃO COSTUMA SE MANIFESTAR SEM QUE O BUSQUEMOS
“Clama a mim, e responder-te-ei e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes, que não sabes” Jr 33.3.
“Eu amo os que me amam, e os que de madrugada me buscam me acharão. Riquezas e honra estão comigo; sim, riquezas duráveis e justiça. Melhor é o meu fruto do que o ouro, sim, do que o ouro refinado; e as minhas novidades, melhores do que a prata escolhida. Faço andar pelo caminho da justiça, no meio das veredas do juízo. Para fazer herdar bens permanentes aos que me amam e encher os seus tesouros” (Pv 8.17-21).
Deus não se manifesta sem que o busquemos, mas “aquele que pede recebe; e o que busca encontra; e, ao que bate, se abre” (Mt 7.8)

2 - DEUS NÃO NOS PERDOA SEM QUE CONFESSEMOS
 “O que encobre as suas transgressões nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia”  (Pv 28.13); 
“Confessai as vossas culpas uns aos outros e orai uns pelos outros, para que sareis; a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos” (Tg 5.16).
PERIGO “O homem que muitas vezes repreendido endurece a cerviz será quebrantado de repente sem que haja cura” (Pv 29.1)
Deus não nos perdoa sem que confessemos, mas “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (1 Jo 1.9).


3 - DEUS NÃO NOS LEVARÁ PARA O CÉU CONTRA A NOSSA VONTADE
No céu tem lugar para todos. “Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito, pois vou preparar-vos lugar” (Jo 14.2);
Os pecados devem ser apagados. “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham, assim, os tempos do refrigério pela presença do Senhor” (At 3.19).
O interessado deve crer. “Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado” (Mc 16.16);
Deus não nos salva contra a nossa vontade, mas Jesus garantiu: “Tudo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora” (Jo 6.37).

4 - DEUS NÃO SALVA POR HEREDITARIEDADE
A salvação é individual e intransferível
“Sendo, pois, o homem justo e fazendo juízo e justiça, não comendo sobre os montes, nem levantando os olhos para os ídolos da casa de Israel, nem contaminando a mulher do seu próximo, nem se chegando à mulher na sua separação; não oprimindo a ninguém, tornando ao devedor o seu penhor, não roubando, dando o seu pão ao faminto, cobrindo ao nu com veste; não dando o seu dinheiro à usura, não recebendo demais, desviando a sua mão da injustiça, fazendo verdadeiro juízo entre homem e homem; andando nos meus estatutos e guardando os meus juízos, para proceder segundo a verdade, o tal justo certamente viverá, diz o Senhor JEOVÁ.
E, se ele gerar um filho ladrão, derramador de sangue, que fizer a seu irmão qualquer destas coisas e não cumprir todos aqueles deveres, mas, antes, comer sobre os montes, e contaminar a mulher de seu próximo, e oprimir ao aflito e necessitado, e praticar roubos, e não tornar o penhor, e levantar os olhos para os ídolos, e cometer abominação, e emprestar com usura, e receber de mais, porventura viverá? Não viverá! Todas estas abominações ele fez, certamente morrerá; o seu sangue será sobre ele” (Ez 18.5-13).
Deus não salva por hereditariedade, mas “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3.16).

5 - DEUS NÃO CONTA APENAS COM A NOSSA CAPACIDADE
“Eu sou a videira, vós, as varas; quem está em mim, e eu nele, este dá muito fruto, porque sem mim nada podereis fazer” (Jo 15.5);
 “e a um deu cinco talentos, e a outro, dois, e a outro, um, a cada um segundo a sua capacidade, e ausentou-se logo para longe” (Mt 25.15)
Deus não usa conta apenas com a nossa capacidade, mas como disse Paulo: “não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus” (2 Co 3.5);

6 - DEUS NÃO PREGA O EVANGELHO EM NOSSO LUGAR
Ele, se quisesse, enviaria os seus anjos
“Aos quais foi revelado que, não para si mesmos, mas para nós, eles ministravam estas coisas que, agora, vos foram anunciadas por aqueles que, pelo Espírito Santo enviado do céu, vos pregaram o evangelho, para as quais coisas os anjos desejam bem atentar” (1 Pe 1.12);
 No tempo da graça a missão é nossa
“Portanto, ide, ensinai {ou fazei discípulos} todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos. Amém!” (Mt 28.19,20).
Deus não prega o evangelho em nosso lugar, mas disse: “Eis que vos dou poder para pisar serpentes, e escorpiões, e toda a força do Inimigo, e nada vos fará dano algum” (Lc 10.19).

7 - DEUS NÃO TIRA AS NOSSAS TENTAÇÕES
“Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que vos não deixará tentar acima do que podeis; antes, com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar” (1 Co 10.13)
Deus não nos tira da tentação, mas nos dá livramento.
Disse Ele à Igreja de Filadélfia: “Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra” (Ap 3.10).

8 - DEUS NÃO NOS ABENÇOA EM NOSSA INFIDELIDADE
Porque Deus não pode contribuir para o aumento da injustiça.
Se o infiel no mínimo é também no muito, no caso de ser abençoado na infidelidade, será mais infiel ainda.
“Quem é fiel no mínimo também é fiel no muito; quem é injusto no mínimo também é injusto no muito” (Lc 16.10);
Deus não pode nos abençoar em nossa infidelidade, mas pode transformar os nossos corações de pedra em carne.
Ele prometeu a Israel: “E vos darei um coração novo e porei dentro de vós um espírito novo e tirarei o coração de pedra da vossa carne e vos darei um coração de carne” (Ez 36.26).

9 - DEUS NÃO TIRA AS NOSSAS TRIBULAÇOES
(Adversidade, contrariedade ABH)
A tribulação produz a paciência; e a paciência, a experiência; e a experiência, a esperança. “E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações, sabendo que a tribulação produz a paciência; e a paciência, a experiência; e a experiência, a esperança.  (Rm 5.3);
Abrão com paciência alcançou a promessa. “Porque, quando Deus fez a promessa a Abraão, como não tinha outro maior por quem jurasse, jurou por si mesmo, dizendo: Certamente, abençoando, te abençoarei e, multiplicando, te multiplicarei. E assim, esperando com paciência, alcançou a promessa” (Hb 6.13-15).
Deus não tira as tribulações, mas diz para nós: “A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza” (2 Co 12.9).

10 - DEUS NÃO NOS TIRA AS AFLIÇÕES
(Profundo sentimento moral produzido por um revés da fortuna, uma circunstância penosa, etc.; pena, agonia abh)
No mundo temos aflições
“Tenho-vos dito isso, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo” (Jo 16.33).
Jesus garante a sua companhia
“Quando passares pelas águas, estarei contigo, e, quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti” (Is 43.2);
Se na fornalha, o fogo não terá poder sobre nossos corpos
“Há uns homens judeus, que tu constituíste sobre os negócios da província de Babilônia: Sadraque, Mesaque e Abede-Nego; esses homens, ó rei, não fizeram caso de ti; a teus deuses não servem, nem a estátua de ouro, que levantaste, adoraram” (Dn 3.12)
Então, Nabucodonosor se encheu de furor, e se mudou o aspecto do seu semblante contra Sadraque, Mesaque e Abede-Nego; falou e ordenou que o forno se aquecesse sete vezes mais do que se costumava aquecer.
E ordenou aos homens mais fortes que estavam no seu exército que atassem a Sadraque, Mesaque e Abede-Nego, para os lançarem no forno de fogo ardente.
[...]
Então, o rei Nabucodonosor se espantou e se levantou depressa; falou e disse aos seus capitães: Não lançamos nós três homens atados dentro do fogo? Responderam e disseram ao rei: É verdade, ó rei.
Respondeu e disse: Eu, porém, vejo quatro homens soltos, que andam passeando dentro do fogo, e nada há de lesão neles; e o aspecto do quarto é semelhante ao filho dos deuses.  (Dn 3.19-25).

Deus não nos tira das aflições, mas envia o 4º Homem da fornalha.


por Ev. Enoque Rodrigues Nogueira
Related Posts with Thumbnails